Posts Tagged ‘itinerância’

9 a 12/8 – Festival Internacional de Curtas de BH [em Cambuquira]

agosto 3, 2012

Na próxima semana o Benedita Cineclube e a MOSCA recebem mais uma vez a itinerância do  Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte. Enquanto BH se prepara para a 14ª edição do evento, as itinerâncias do 13. festival percorrem o interior do estado.

Serão exibidos filmes de curta-metragem para todas as idades, brasileiros e internacionais, numa programação que conta com horários especiais para as escolas.

As escolas podem agendar as sessões de seu interesse pelo email: espacoculturalsinhaprado@gmail.com

9 de agosto – quinta-feira

10h30 – INFANTIL – livre – 57`

Naiá e a Lua (dir. Leandro Tadashi, Brasil/SP, 2010, 13’)

Goma é um garoto que ajuda Tio a vender CDs piratas na Feira do Paraguai, em Brasília. Enquanto Tio busca iluminação espiritual, Goma se envolve com a máfia japonesa que controla a Feira.

Marie (dir. Jutta Schünemann, Alemanha, 2011, 11’)

Era uma vez uma menina chamada Marie que vivia em uma pequena vila. Este filme volta-se para o passado. Aconteceu quando ela nasceu com um buraco em seu coração. A família de Marie toma conta dela muito bem. No seu aniversário de três anos ela ganha um presente muito especial: uma sombrinha para crianças, pequenina e vermelha, para Marie. Agora ela poderá sair na chuva? E que tal visitar o ganso que fica na vila, que ela viu antes com sua irmã? Ela vai tentar fazer isso no próximo dia de chuva…

O filho do vizinho (dir. Alex Vidigal, Brasil/DF, 2010, 7`)

Pela janela do seu quarto, Ronaldinho olha maravilhado as aventuras e peripécias de um garoto que é chamado de várias formas pela vizinhança, que fica enlouquecida com ele. Dos muitos nomes, Ronaldinho o chama de O Filho do Vizinho.

 Kapitan Hu/ Captain Hu(dir. Basil Vogt, Suíça, 2011, 9`)

 Depois de uma tempestade violenta o capitão Hu fica preso com seu navio nos Alpes. Um fazendeiro ajuda e cria novos usos para o equipamento do fundo do mar. No entanto, o capitão Hu desenha a linha até eles.

 Kuka Kehtaa?/ Who Dares? (dir. Sanni Lahtinen, Finlândia, 2010, 4`)

As pessoas da cidade se encontram para honrar seu líder, mas um assobio sem vergonha atrapalha a devoção.

A Mula Teimosa e o Controle Remoto (dir. Helio Villela, Brasil/SP, 2010, 15’)

A estória de uma amizade num duelo sem palavras.

15h00 – INFANTIL – livre – 57`

(reprise)

19h30 – MOSTRA BRASIL II – 63`

Uma primavera (dir. Gabriela Amaral Almeida, Brasil/SP, 2010, 15’)

No aniversário de 13 anos de Lara, sua mãe a leva para um piquenique no parque. Tudo vai bem até a menina desaparecer, deixando a mãe no mais completo desespero.

Irene (dir. Victor Nascimento e Patricia Galucci, Brasil/SP, 2011, 15’)

Irene é uma senhora que vive reclusa numa casa de campo. Quando sua neta decide aparecer inesperadamente para uma visita junto com sua amiga, a reclusão de Irene é perturbada e ela começa a reviver sentimentos que pareciam estar esquecidos.

Sala de Milagres (dir. Marília Hughes e Cláudio Marques, Brasil/BA, 2011, 13`)

Um dia e uma noite na romaria de Bom Jesus da Lapa.

Furico e Fiofó (dir. Fernando Miller, Brasil/SP, 2011, 8’)

Molecagens. 

Media Training (dir. Eloar Guazzelli e Rodrigo Silveira, Brasil/SP, 2011, 12`)

Um aspirador de pó, grande lançamento mundial de uma multinacional, é usado em uma sessão de tortura em Abu Grahib e a foto do torturado cai na internet. A diretora de comunicação deve, no dia de Natal, reverter a situação.

10 de agosto – sexta-feira

10h30 – JUVENTUDE II – 14 anos – 69`

Hidegzuhan/ Cold Shower (dir. Orsi Nagypal, Hungria, 2010, 14`)

Durante uma noite quente de verão, Robert, um ingênuo rapaz de 17 anos e Feri, cigano, membro do grupo de teatro do ensino médio, são forçados a lidar com preconceitos que existem há mais tempo que eles mesmos.

César! (dir. Gustavo Suzuki, Brasil/SP, 2011, 15`)

Cegonha, um garoto nerd, elabora um mirabolante plano de vingança contra César, o colega playboy que o maltrata. Junto com seus amigos, ele parte para uma empreitada de vandalismo fadada ao fracasso.

Hitomi (dir. Manu De Smet, Bélgica, 2010, 20`)

Tom é um jovem homem que tem uma forte conexão com a cultura japonesa. Samurai, Jiu Jitsu, caligrafia; nem um dia passa sem isso. Quando uma jovem mulher asiática entra em sua vida ele vê esse conhecimento como a perfeita atração.

Ratão (dir. Santiago Dellape, Brasil/DF, 2010, 20’)

Goma é um garoto que ajuda Tio a vender CDs piratas na Feira do Paraguai, em Brasília. Enquanto Tio busca iluminação espiritual, Goma se envolve com a máfia japonesa que controla a Feira.

  

15h00 – JUVENTUDE I – 12 anos – 65`

Sturmfrei/ Free Rein (dir. Sarah Winkenstette, Alemanha, 2010, 10`)

Anna e Tim se conhecem desde quando os dois conseguem se lembrar e já algum tempo já deixaram para trás o tempo que brincavam na areia, onde os dois se conheceram. Anna está na casa de Tim quase todo sábado a tarde, mas hoje é um dia diferente.

La Fille & le Chasseur/ The Girl & the Hunter (dir. Jadwiga  Kowalska, Suíça, 2010, 5`)

Está chovendo. Uma pequena vila está com grandes problemas. As gotas de chuva na verdade são as lágrimas de uma jovem menina. E é da responsabilidade do caçador colocar as coisas em ordem…

Ik Bem Eeen Meijsje/ I am a Girl! (dir. Susan Koenen, Holanda, 2010, 15’)

Toda garota de treze anos sonha com aquele garoto bacana, mas difícil de se conseguir. E Joppe não é diferente, perguntando a sua amiga como chamar Brian para sair com ela. Mas como contar a Brian que ela nasceu um menino?

Julie, Agosto, Setembro (dir. Jarleo Barbosa, Brasil/DF, 2011, 8`)

Julie é uma suíça que acaba de chegar a Goiânia. Com seus relacionamentos ela tenta entender a cidade, até por fim se transformar num pedaço de Goiânia.

Eu Não Quero Voltar Sozinho (dir. Daniel Ribeiro, Brasil/SP, 2010, 17’)

A vida de Leonardo, um adolescente cego, muda completamente com a chegada de um novo aluno em sua escola. Ao mesmo tempo, ele tem que lidar com os ciúmes da amiga Giovana e entender os sentimentos despertados pelo novo amigo.

Imagine uma Menina com Cabelos de Brasil  (dir. Alexandre Bersot, Brasil/SP, 2010, 10’)

O cabelo, a fronteira final. Entre caretas e escovas, as viagens de uma menina em busca de aceitação.

19h30 – MOSTRA INTERNACIONAL I – PREMIADOS – 85`

Die Frau des Fotografen/ The Photographer’s Wife (dir. Philip Widmann, Karsten Krause, Alemanha, 2011, 29`)

Gerti Gerbert foi fotografada por seu marido Eugen durante um período que abrange mais de 40 anos. Além das fotografias obrigatórias de família, a partir de seu dia do casamento até sua morte, Eugen tirou fotos inúmeras de Gerti: em sua calcinha, com vestidos caseiros de verão, ou completamente nua, na praia, na mata, no carro ou no chão da casa. Usando a coleção de fotos de Gerbert, entrevistas com Gerti e notas de Eugen, o filme olha para o que resta da vida e do amor ao fim.

Parmi Nous/ Among Us (dir. Clément Cogitore, França, 2011, 30`)

Amin, um jovem imigrante curdo ilegal, acaba de entrar para um grupo de ilegais acampando na floresta. Toda noite há uma oportunidade para tentar infiltrar-se nos estaleiros e se esconder debaixo de um caminhão clandestino. Ao longo de seus esforços, Amin descobre que entre a floresta e os homens que viajam através dele há outros grupos, outros rostos, outros espaços.

Les Navets Blancs Empechent de Dormir/ White Turnips Make It Hard to Sleep (dir. Rachel Lang, França, 2011, 26`)

1. Encontrar uma explicação reconfortante para um ataque de insônia: a ingestão de nabos brancos

2. Observar os mecanismos das paixões.

3. Escapar de idéias inadequadas

11 de agosto – sábado

17h00 – MOSTRA BRASIL I – PREMIADOS – 59`

A felicidade dos peixes (dir. Arthur Lins, Brasil/PB, 2011, 25’)

O mar seria imenso para nós dois, mas neste aquário não te cabe, querida.

Praça Walt Disney (dir. Sergio Oliveira e Renata Pinheiro, Brasil/PE, 2011, 21’)

Boa Viagem, Recife PE, 51111-260, Brasil.

Canoa quebrada (dir. Guilherme Martins, Brasil/SP, 2010, 13’)

Entre o apertado quarto de hotel e a igreja evangélica, uma visita surpresa feita a um parente desconhecido: o próprio pai.

19h30 – MOSTRA INTERNACIONAL III – 76`

Recardo muntean poimitaan (dir. Stam  Zambeaux, Bélgica, 2010, 25`)

Recardo, uma garoto cigano de sete anos de idade, vive em Bruxelas. Ele é um elo de ligação entre a cultura cigana e a belga.

Transparent Black (dir. Roni Geffen, Israel, 2010, 21`)

Kokou, de Togo, é um servente sonhando em se tornar um gerente de futebol em Israel. Philo quer se tornar uma mulher de negócios como se ela estivesse no Congo. Ambos vieram para aprender hebraico em uma classe de refugiados africanos, mas receberam uma grande lição em “israelidade” do professor local.

Everybody’s Nuts (dir. Fabian Euresti, EUA, 2010,  14`)

De quanta liberdade alguém desiste, quando se decide viver com base em onde se trabalha? Este filme é um exame pessoal de como a paisagem afeta a vida de dois trabalhadores agrícolas imigrantes na Califórnia.

Diane Wellington (dir. Arnaud Des Palliéres, França, 2010, 16`)

Diane Wellington desapareceu em South Dakota, em 1938, com 15 de idade. Ela acabou de ser encontrada.

12 de agosto – domingo

17h00 – ANIMAÇÃO INTERNACIONAL – 58`

Daniel, une Vie en Bouteille/ Daniel, a Life in a Bottle(dir.Emmanuel Briand, Antoine Tardivier e Louis Tardivier,França, 2011, 13`)

Daniel está em coma. Ele refugiou-se em um sonho em que ele se dedica à sua paixão: os barcos bloqueados em garrafas. Mas logo as lembranças de sua esposa vêm perturbar a mecânica de seu sonho e interrogá-lo sobre seu próprio confinamento. Daniel vai acordar durante esta luta interna?

Piirongin Piiloissa/ Chest of Drawers (dir. Sanni Lahtinen, Finlândia, 2011, 7`)

O que há para uma cômoda fazer quando um pequeno convidado levado bagunça suas gavetas?

All Consuming Love: Man in a Cat (dir. Louis Hudson, Inglaterra, 2011, 9`)

Depois de se apaixonar por seu novo proprietário, um homem que vive dentro de um gato decide se apresentar. Mas eles estão sozinhos neste triângulo amoroso?

Feu Sacré/ On Fire (dir. Zoltan Horvath, Suíça, 2010, 9`)

On Fire é uma homenagem a um dos maiores atores de teatro e do cinema, Marlon Brando, um rebelde, um gênio, um homem que nunca soube o significado da palavra “compromisso” e influenciou profundamente a sua geração, atores, e tudo depois dele.

Crépuscule/ Crépuscule (dir. Éric Falardeau, Canadá, 2011, 20`)

Um grupo de criaturas parecidas com anjos vive em perfeita simbiose com o ambiente. Quando um homem e uma mulher entram em seu mundo chato e regulamentado, sua existência é abalada para sempre.

19h30 – MOSTRA INTERNACIONAL II – 71`

Wachstum/ Grouth (dir. Florian Heinzen-Ziob, Alemanha, 2011, 23`)

No jardim de meus avós havia uma cerejeira, que crescia um pouco mais a cada ano. Eu também ainda estava crescendo naquela época, assim como a população mundial e o produto interno bruto. Tive a sensação de que eu iria continuar crescendo sempre. Até que quando algo dentro da minha avó começou a crescer também, eu comecei a ter dúvidas. Um documentário autobiográfico sobre a utopia do crescimento ilimitado.

Nena/ Girl (dir. Maria Florencia Alvarez, Argentina, 2010, 15`)

Nena tem 13 anos de idade. De um dia para o outro, ela cresceu e seu corpo tornou-se desajeitado. Debaixo de suas roupas estão sinais de uma menina que em breve se tornará uma mulher, mas fora de suas roupas, não há nada. Nena passa as tardes no parque, sob o olhar dos outros que sempre vê-la sozinha. Sua casa é pequena, mas o parque é dela.

Audition (dir. Eti Tsicko, Israel, 2010, 15`)

A diretora do sexo feminino (interpretada pela própria diretora) quer filmar um filme de um encontro entre uma mulher judia e um homem árabe. Ela chama um ator árabe para uma audição. Quais são os limites de uma audição? Onde é que a “realidade” começa, e o “filme” acaba? Onde é que as barreiras entre a ficção e a própria vida se cruzam? E a diferença que existe entre um personagem e uma identidade

 * Este filme foi produzido pela Universidade de Tel Aviv e foi feito como parte do projeto: “Café – entre realidade e imaginação” – uma colaboração cinematográfica entre jovens cineastas israelenses e palestinos.

Opale Plage (dir. Marie-Eve de Grave, Bélgica, 2010, 18`)

Uma mãe e suas duas filhas vagueiam ao longo da costa norte em busca da praia onde a mais velha delas deixou suas melhores recordações.

***

Serviço:
ITINERÂNCIA 13º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURTAS DE BH em CAMBUQUIRA
9 a 12 de agosto
Entrada Franca
Local: Benedita Cineclube – Espaço Cultural Sinhá Prado: Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Cambuquira-MG
http://www.festcurtasbh.com.br/

Brasil Indígena | De Passagem | MOSCA | A Falta Que me Faz | Amores e Amar

setembro 7, 2011

12º Festival Internacional de Curtas de BH em Cambuquira

agosto 5, 2011

De 11 a 13 de agosto, a Mostra MOSCA e o Benedita Cineclube recebem a itinerância do 12º Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte.

A mostra acontece no Espaço Cultural Sinhá Prado | Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Cambuquira-MG

Assista um panorama do cinema brasileiro e internacional, com filmes para todas as idades.

Entrada franca!

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

11 DE AGOSTO | QUINTA

[10h00] – JOVEM I | Duração da sessão: 55′ | classificação 10 anos

Os anjos do meio da praça

Alê Camargo e Camila Carrossine | Brasil/SP, 2010, 10’12”, Cor, DV

Uma fábula sobre anjos caídos, sonhos esquecidos e um menino.

Memória de Elefante

Denise Moraes | Brasil/DF, 2010, 15’, Cor, 35mm

Portadora do Mal de Alzheimer, Dona Inês vive um cotidiano de apatia e esquecimentos. A visita de Alice, uma menina de sete anos, irá quebrar essa rotina. É na junção de infância e velhice, lembrança e esquecimento, presente e passado, que Alice e Inês se descobrem e encontram no afeto uma possibilidade de transformação.

On line

Federico Santillana | Argentina, 2009, 2’10”, Cor, 35mm

Um menino e uma menina, em seus quartos, batem papo pela internet. Eles criam uma imagem virtual de si, de como são ou gostariam de ser. Às vezes, acreditamos que estamos conectados, quando não nos damos conta do quão próximos somos.

Luzazul

Osiris Luciano | México, 2010, 14’20”11, Cor, 35mm

Umi e Ray. Eles se encontram no telhado para se despedirem. Uma pipa está pronta para o vôo do adeus mas… não há vento. Juntos, eles pedem ao céu azul que vente. Um luminoso laço é criado.

Ernesto no País do Futebol

Thaís Bologna e André Queiroz | Brasil/SP, 2009, 14”, Cor, 35mm

Em ano de copa do mundo, o que poderia ser pior para um garoto argentino apaixonado por futebol do que morar no Brasil?

[15h30] – SESSÃO INFANTIL | Duração da Sessão: 45′ | classificação livre

O Bailarino e o Bonde

Rogerio Nunes | Brasil/SP, 2009, 10’20”, Cor, 35mm

Ah! Que belos tempos quando a gente pegava o Bonde para ir para a escola, para o trabalho, para todos os lugares.. Até esses ônibus barulhentos chegarem… Bailarino e o Bonde é uma estória que confronta o progresso contra gente comum, e suas conseqüências imprevisíveis…

Le Temps De Vivre (The Time to Live)

Nicolas Bianco-Levrin | França, 2010, 2’50”, Cor, DV

Como em todas as manhãs, o caracol sai em busca de comida. Hoje, tudo parece transformado em uma aventura gigantesca.

Bolota & Chumbrega – Um guarda-chuva muito especial

Frederico Pinto | Brasil/RS, 2009, 11′, Cor, DV

Os donos de Bolota, Ana e Daniel, prepararam um carreteiro que o deixou salivando, mas que ele não pode experimentar. Percebendo a tristeza do amigo que só come ração, a gata Chumbrega convida o cão e o hamster VonVon para uma aventura: viajar até uma chácara para provar o melhor carreteiro. Para ir até lá, Chumbrega encontra na casa um guarda-chuva, que magicamente voa quando aberto por ela e Bolota juntos. Os três sobrevoam a cidade até chegar ao destino, onde fazem muitas descobertas e novos amigos.

Pierre und der Spinatdrache

Helene Tragesser | Alemanha, 2010, 4’06”, Cor, DV

Pierre não gosta de espinafre. Algo suspeito começa a se mexer em seu prato…um dragão de espinafre furioso e verde! Em sua fantasia, Pierre se torna um bravo cavaleiro. Mas para vencer o dragão, ele precisará de uma estratégia especial.

Doce Ballet

Maira Fridman e Lina Fridman | Brasil/SP, 2010, 3’42”, Cor, DV

Quando menos se espera, objetos na sala criam vida e comidas se harmonizam em um delicioso ballet.

Mobile

Verena Fels | Alemanha, 2010, 6’24”, Cor, DV

À margem da sociedade, uma vaca altera o equilíbrio do destino…

For a Fistful of Snow

Julien Ezri | Suiça, 2009, 5’42”, Cor, DV

Muito tempo atrás, o terror, o asco e o poder reinaram sobre Wild Wild North. A loucura dos habitantes levou-os a brigar por qualquer coisa, até mesmo… por um punhado de neve.

[19h00] – MOSTRA INTERNACIONAL I – PREMIADOS | Duração da sessão: 66′ | Classificação: 12 anos

Wakaranai Buta (In a pig’s eye)

Atsushi Wada | Japão, 2010, 10′, Cor, DV

Um porco enorme está deitado em frente à casa da família de um homem. Cada um nota a existência do outro, mas nenhum deles entende como o outro entende.

Hunger

Carolina Hellsgård | Alemanha, 17”40′, Cor, 35mm

Os irmãos negligenciados Roland e Paul assistem à deportação de seus vizinhos imigrantes e decidem entrar em seu apartamento abandonado. Por um momento, eles têm a chance de entrar em um mundo de jogos e brincadeiras.

The Shutdown

Adam Stafford | Escócia, 2009, 10’, Cor, DV

Alan Bisser recorda a intensa experiência de crescer próximo a uma das maiores usinas petroquímicas da Europa e o lancinante episódio da explosão que deformou seu pai.

Thermes

Banu Akseki | Bélgica e França, 2010, 25′, Cor, 35mm

Joachim tem 15 anos. Ele recebe dois convites para um spa e decide ir com sua mãe.   Eles se encontram neste estranho paraíso da boa forma, o que os coloca em direções divergentes. O drama eterno da solidão e da separação se desenvolve neste microcosmo aquático…

 

 

12 DE AGOSTO | SEXTA

[10h00] – JOVEM II | Duração da sessão: 50′ | Classificação: 10 anos

Enciclopédia

Bruno Gularte Barreto | Brasil/RS, 2009, 14’25”, Cor, DV

Alex é um menino tímido, franzino e de óculos grossos. Ele percebe o mundo através dos verbetes que formam os volumes de uma enciclopédia. Mas ele vai descobrir que nem todas as palavras de uma enciclopédia podem decifrar uma menina de 10 anos. No momento em que conhece Amanda, ele aprende que o amor nos dá coragem para fazermos coisas antes inimagináveis.

Les Rocambolesques aventures de Pépé Raoul (The Incredibles Adventures of Pepe Raoul)

Nicolas Bianco-Levrin | França, 2009, 7’21”, P&B, DV

O velho Raoul toca banjo com seu burro. Ao chegar na entrada de uma caverna, Raoul pega sua câmera. Ele vai filmar um urso grande dormindo. Mas Raoul e o burro não são suficientemente cuidadosos, e o urso acorda, ficando muito irritado.

A Lenda das Cataratas

Fernando Macedo | Brasil/PR, 2009, 12’, Cor, DV

Baseado na incrível lenda que explica como As Cataratas do Iguaçu vieram a se formar. Um jovem índio amava Naipi. Ao saber que ela seria oferecida ao grande Deus-Serpente, ele deve decidir entre abandonar seu amor em sacrifício à seu Deus ou lutar por uma eternidade ao lado de Naipi.

Na casa do lado

Naiara Rimoli | Brasil/PR, 2010, 6’25”, Cor, DV

Pé Esquerdo e Melancia desaparecem da sapateira causando uma reviravolta na casa onde viviam Peixe Pablo e a Menina.

Tišina (Silence)

Borivoj Dovnikovic | Croácia, 2009, 8’24”, Cor, DV

Um herói surdo de meia idade vive em seu próprio mundo de silêncio. Ele se comunica com seu meio através da visão e das mãos. Até que ele recebe um aparelho de audição e se vê de repente em um mundo novo – o mundo do som.

[15h30] – SESSÃO INFANTIL (reprise – ver programação acima)

[19h00] – MOSTRA BRASIL I – PREMIADOS | Duração da sessão: 82’| Classificação 16 anos

O Sarcófago

Daniel Lisboa | Brasil/BA, 2010, 19’45”, Cor, 35mm

Um homem e sua peleja contra o inevitável processo de corrosão da carne e a tentativa de dominá-lo, retardá-lo, ignorá-lo. Um pós-exú, um pré-cyborg que corta a cidade como uma nota rebelde de rock’n roll. Bem vindo ao outro lado, ao que não deveria ser visto, ao obscuro, ao inexplicável. Bem vindo ao Sarcófago.

Handebol

Anita Rocha da Silveira | Brasil/RJ, 2010, 19’, Cor, 35mm

Bia é uma garota como tantas outras: gosta de rock, handebol e sangue.

Faço de mim o que quero

Sérgio Oliveira e Petrônio Lorena | Brasil/PE, 2009, 18’30”, Cor, 35mm

Tô nem aí.

Recife frio

Kleber Mendonça Filho | Brasil/PE, 2009, 24’, Cor, 35mm

Estranha mudança climática faz Recife, na região Nordeste do Brasil, passar a ser uma cidade fria. O documentário de uma TV estrangeira examina os efeitos da mudança em toda uma cultura que sempre viveu em clima quente.

[22h00] – SESSÃO MALDITA | Duração da sessão: 85′ | classificação 16 anos

O domínio do dragão

Marco Del Fiol e Ralph Strelow | Brasil/SP, 2010, 15’55”,  Cor/P&B, DV

Um filme cantado. Um filme encenado. Um filme sublimado. Três filmes em um filme em busca de identidade.

Quiropterofobia

Fernando Mantelli | Brasil/RS, 2009, 17′, Cor, DV

Ao cair da noite casal toma um táxi e acabam seqüestrados. São levados a um estranho cativeiro, habitado por um psicopata adepto da dieta do sangue humano.

Procedimento Hassali ao alcance do seu bolso

Saulo Tomé | Brasil/DF, 2010, 15’15”, Cor, DV

Religar cordões nos dentes permanentes só poderia resultar em um vínculo eterno ou em um dente extraído, mas a chegada e a popularização do procedimento Hassali no país mudou a maneira como pais, mães e filhos se relacionam.

Ponto Z

Felipe Valer | Brasil/RS, 2009, 15′, Cor, DV

No ano de 1987 é inaugurada a Zil Vídeo, hoje umas das maiores vídeo locadoras do Brasil. O fato que chama atenção é o acervo de filmes pornográficos, entre os maiores da América Latina. Hílton, o proprietário da loja, acredita que com a crise financeira mundial manter o seu negócio em pé é uma dura megalomania.

Gato

Joel Caetano | Brasil/SP, 2009, 22’20”, Cor, DV

Um conto de terror sobre um homem, um gato e muito sangue!

 

13 DE AGOSTO | SÁBADO

[15h00] – ANIMAÇÃO | Duração sessão: 63’| classificação 14 anos

Paix sur la terre (Peace on earth) 

Christophe Gérard | Bélgica e França, 2009, 14′, Cor, 35mm

A noite cai em algum lugar na terra. De vez em quando, “ovóides” cruzam o céu e caem no chão. Um pouco depois, nos deparamos com bancos vazios e varas de pescar jogadas no chão… tudo se torna estranhamente calmo.

Grozny’s Flavours

Hadrien Bertuit | França, 2009, 03’33”, Cor, DV

História de um self-made business em uma zona de guerra. Conheça as aventuras do  pequeno sorveteiro.

Invisible Loneliness

Jung-Hsien Lin | Taiwan, 2009, 12’12”, Cor, Digibeta

A criação Invisible Loneliness tem como assunto o medo e a solidão das crianças que são deixadas sozinhas em casa.

Cadavres exquis (Delicious corpses)

Laure Fatus e Adeline Dbassi | França, 2009, 2’52”, Cor, DV

Documentário sobre a vida de um taxidermista.

Tempestade (Storm) 

Cesar Cabral | Brasil/SP, 2010, 10′, Cor, 35mm

Um marujo solitário navega, através de oceanos tumultuados por tempestades, em busca do reencontro com sua amada. Segue uma rotina rígida de afazeres até que mudanças inesperadas em sua rota alteram seu destino.

Farat (The Lighthouse)

Velislava Gospodinova | Bulgária, 2009, 04’50”, Cor/P&B, DV

Baseado no poema “Le Gardien du Phare Aime trop les Oiseaux”, de Jacques Prévert, o filme conta uma história sobre o absurdo da vida e o jogo do destino, que pode ser bastante cruel às vezes. Este é um filme sobre as consequencias de uma decisão tomada, sobre o amor, o sofrimento e a morte.

Georges

Gaëlle Lasne e Maxime Granger | França, 2009, 04’35”, Cor, Digital – DV

Georges, um jovem menino que coçava o nariz…

Viliam

Veronika Obertova | Eslováquia, 2009, 7’19”, Cor, DV

Esta é a história de Viliam, que vive sua própria vida, animada no mundo real. A diversão infantil se torna um problema, o problema se torna a solução. Entretanto, nenhuma solução é perfeita…

O homem dela (Her Man)

Luiz Joaquim | Brasil/PE, 2010, 3’42”, Cor, DV

Edward Hopper e Billie Holiday foram contemporâneos mas nunca se encontraram. Este filme promove um encontro, não entre os dois artistas, mas entre suas obras para ressaltar a história de uma mulher que nada pode fazer além de amar seu homem.

[17h00] – MOSTRA MINAS | Duração da sessão: 79′ | Classificação: 14 anos

Balanços e milkshakes

Fernando Mendes e Erick Ricco | Brasil/MG, 2009, 9’55”, Cor, 35mm

Um amor vivido por duas crianças é lembrado por um Narrador.

Pólis

Marcos Pimentel | Brasil/MG, 2009, 22′, Cor, 35mm

Um dia qualquer, uma cidade comum. O horror e o sublime do urbano em constante transformação, numa era onde não há nada acabado, definitivo. Construção e destruição, sístole e diástole expressas na poética da pólis contemporânea.

Imagem meu amor

Amiten Panzera | Brasil/MG, 2009, 13′, Cor/P&B, DV

Ian, um fotógrafo, capta imagens de mulheres pela cidade com o intuito de construir seu ideal feminino. Ian vê sua namorada lhe traindo. A traição transforma o seu desejo entrando em contato com o seu inconciente, interferindo no seu destino.

O filme mais violento do mundo

Gilberto Scarpa | Brasil/MG, 2009, 16′, Cor, 35mm

Raimundo pede ajuda financeira ao amigo e produtor de sucesso J.C. para realizar seu próximo projeto. J.C. o convence a realizar um filme com sangue e violência. Raimundo vai a uma favela a procura de uma boa história. A pergunta é sempre a mesma: quem foi o bandido mais violento que já existiu aqui? Após as filmagens, ele recebe a visita do bandido que quer convencê-lo a não contar sua história.

Revertere ad locum tuum

Armando Mendz | Brasil/MG, 2009, 18′, Cor, 35mm

Revertere ad locum tuum conta a história de uma matriarca que, estimulada pela inauguração de um crematório na cidade, impõe aos filhos um último desejo. A partir daí, os filhos se esforçam para cumprir o “pedido” da mãe, mas se encontram presos a paradigmas e rituais familiares ancestrais.

[19h00] – MOSTRA BRASIL II | Duração da sessão: 79′ | Classificação: 16 anos

O Som do Tempo

Petrus Cariry  | Brasil/CE, 2010, 10’30”, P&B, 35mm

“O sertão está em toda parte, o sertão está dentro da gente.” O concreto avança contra dona Maria, mas ela segue em frente, com toda calma do mundo.

Chapa

Thiago Ricarte | Brasil/SP, 2009, 15’, Cor, 35mm

Antônio, um trabalhador informal de beira de estrada, quebra a rotina para esperar a visita de sua filha.

 

Raz

André Lavaquial | Brasil/RJ, 2010, 20’, Cor, 35mm

Enquanto o mundo à sua volta se movimenta, Raz, um menino que canta rap nos vagões do metrô, tenta trilhar o seu próprio caminho pelas ruas da cidade.

Beijos de Arame Farpado

Marco Martins | Brasil/SC, 2009, 15’, Cor, 35mm

Veludo, um assaltante de segunda linha, reencontra o amor de sua vida, Cacos-de-Vidro. Cacos, muambeira estonteante, retorna de uma temporada de insucessos no Paraguai. Juntos iniciam uma série de crimes e logo se transformam em queridinhos da imprensa marrom. Dois policiais decadentes são incumbidos por Valente, chefão dos chefões, de capturá-los e reestabelecer a ordem no país.

Borboletas Indômitas

Daniel Chaia | Brasil/SP, 2010, 17’30”, Cor, 35mm

Num quarto de hotel, três mulheres deslumbrantes e um senador de hábitos estranhos.

Local: Espaço Cultural Sinhá Prado – Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Cambuquira-MG

www.beneditacineclube.wordpress.com   |      www.blogdamosca.wordpress.com

ACÁCIO e FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURTAS DE BH

agosto 3, 2011

MOSCA 6 e 1/2 – de 28 a 30 de julho de 2011

julho 7, 2011

 

O Benedita Cineclube e a MOSCA  convidam a todos para a MOSCA 6 1/2!

De 28 e 30 de julho, exibiremos uma retrospectiva de filmes das MOSCAs anteriores. De 2005 a 2010 foram exibidos 398 curtas-metragens, e neste ano a mostra convida a todos pra rever alguns deles, debater, refletir, lembrar das conversas na porta do cinema, dos trabalhos realizados nas oficinas, das músicas tocadas, dos sorrisos e de todas as boas trocas desses 6 anos que passaram.

A MOSCA 6 1/2 começa no horário da sessão do cineclube, quinta às 19h! Na abertura, serão exibidos os curtas produzidos pelos alunos das oficinas da MOSCA. Quem não conhece, vai ter algumas boas surpresas. E quem esteve em todas as MOSCAS, vale a pena rever!

Em breve, mais detalhes sobre a programação no blog: www.blogdamosca.wordpress.com

 

Entrada Franca

Espaço Cultural Sinhá Prado – Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Cambuquira-MG

FORUMDOC.MG em Cambuquira

junho 27, 2011

Nesta semana a programação do Benedita Cineclube é especial.  Em parceria com a MOSCA – Mostra Audiovisual de Cambuquira, receberemos o FORUMDOC.MG em Cambuquira, pelo segundo ano consecutivo.

A programação começa nesta quinta, 30/6 e termina no sábado, 2/7.

A curadoria realizada por Milene Migliano é composta por filmes que participaram das Mostras Competitivas nacional e internacional do FORUMDOC.BH.2010.  Ela está presente para assistir os filmes e bater papo com o público.

Confira os filmes e horários e até breve!

siga @cinebenedita e @mostramosca no twitter

PROGRAMAÇÃO

30/06 – quinta-feira

A FALTA QUE ME FAZ |  Direção Marília Rocha | Brasil | 2009 | cor | 85’

Duas sessões: 10h30 e 15h30 | qui, dia 30

Durante um inverno, um grupo de meninas vive o fim da juventude. Um romantismo impossível deixa marcas em seus corpos e na paisagem a seu redor.

KURDISHLOVER |  Direção Clarisse Hahn | França | 2010 | cor | 95’

19h00 | qui, dia 30

Um xamã entra em transe diante da televisão, um ermitão com fome de sexo sonha em se casar, uma ovelha é sacrificada e comida, uma velha mulher impede sua nora de aprender a ler, uma pastora de ovelhas mora no alto da montanha e gostaria de descer de volta, o exército toma conta do vilarejo, um homem que veio da Europa abandona um relacionamento para pedir a mão de uma jovem que mora com a mãe em casamento. Através de relações que envolvem controle, dinheiro, rivalidade e amor, cada um procura seu lugar entre os outros.

01/07 – sexta-feira

AVENIDA BRASÍLIA FORMOSA | Direção Gabriel Mascaro | Brasil | 2009 | cor | 85’

Duas sessões: 10h30 e 15h30 | sex, dia 1º

Fábio é garçom e cinegrafista. Registra importantes eventos no bairro de Brasília Teimosa (Recife). No seu acervo, raras imagens da visita do presidente Lula às palafitas. Fábio é contratado pela manicure Débora para fazer um videobook e tentar uma vaga no Big Brother. Também filma o aniversário de 5 anos de Cauan, fã do Homem Aranha. Já o pescador Pirambu mora num conjunto residencial construído pelo governo para abrigar a população que morava nas antigas palafitas do bairro, que deu lugar à construção da Avenida Brasília Formosa. O filme constrói um rico painel sensorial sobre a arquitetura e faz da Avenida uma via de encontros e desejos.

ZANZIBAR MUSIC CLUB | Direção Philippe Gasnier e Patrice Nezan | França | 2009 | cor | 85’

19h00 | sex, dia 1º

Ao pôr do sol, nas ruas da antiga cidade, os clubes musicais de Zanzibar murmuram os alegres sons do Taarab. Veículo de identidade cultural e tradição viva, a performance do Taarab é intrinsecamente ligada tanto à vida religiosa quanto cotidiana da ilha. Representado por artistas como a parteira e curandeira Bi Kidude, uma das mais reverenciadas cantoras de Taarab de todo o Zanzibar, este documentário revela a ternura e a diversidade dos poetas Taarab, guardiões culturais de uma herança musical dinâmica, que deve se afirmar diante do turismo e das trocas econômicas.

02/07 – sábado

KENE YUXI, ÀS VOLTAS DO KENE | Direção Zezinho Yube | Brasil | 2010 | cor | 48’

16h00 | sáb, dia 2

Ao tentar reverter o abandono das tradições do seu povo e seguindo as pesquisas do seu pai, o professor e escritor Joaquim Maná, Zezinho Yube corre atrás dos conhecimentos dos grafismos tradicionais das mulheres Huni Kui auxiliado por sua mãe.

BLACK NATCHEZ + PANOLA

18h00 | sáb, dia 2

Black Natchez | Direção Ed Pincus e David Neuman | EUA| 1965 | p&b | 60′

Relato da tentativa de organizar uma comunidade negra no extremo sul dos Estados Unidos em 1965, durante o dia de comemoração do Movimento dos Direitos Civis. Um líder negro havia sofrido um atentado a bomba e uma luta surge na comunidade negra. Um grupo de negros escreve um capítulo do Deacons for Defense – organização secreta e armada. A comunidade se divide entre membros mais conservadores e ativistas.

PANOLA | Direção Ed Pincus e David Neuman | EUA| 1965 | p&b | 20′

A história de um homem pobre, negro, pai de oito filhos em Natchez, Mississipi, durante a ascensão do Movimento dos Direitos Civis. Panola caminha no limite incerto entre a comédia e a tragédia. Dividido pelo conflito entre uma consciência sensível e acurada da injustiça social e um sistema que incutiu nele a subserviência aos brancos, ele oscila entre o desejo de respeito, a impotência, a vingança, a soberba e o alcoolismo.

forumdoc.mg – Cambuquira
Entrada Franca

O Espaço Cultural Sinhá Prado fica na Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Centro
(35)3251-3534 |  espacoculturalsinhaprado@gmail.com
Realização Associação Filmes de Quintal
(31) 3889-1997 | http://www.forumdoc.org.br | filmes@filmesdequintal.org.br

o forumdoc.mg

Em sua quarta edição, o forumdoc.mg leva parte de sua programação a nove cidades de Minas Gerais: Araçuaí, Cambuquira, Contagem, Lagoa Santa, Montes Claros, Pouso Alegre, Uberlândia, Ouro Preto e Teófilo Otoni. Contendo temáticas diversas, os filmes selecionados abordam questões políticas e sociais, ao versar sobre comunidades tradicionais e urbanas, na tentativa de construir junto ao público um amplo diálogo sobre as potências do audiovisual.

O forumdoc.mg tem como objetivo ampliar e democratizar o acesso a uma programação de cinema diferenciada no estado de Minas Gerais, através da exibição de filmes já exibidos no forumdoc.bh (festival de cinema que acontece anualmente em Belo Horizonte desde 1997) e/ou que fazem parte do acervo da Associação Filmes de Quintal, associação sem fins lucrativos responsável pela realização do projeto.

O evento, que se encontra em sua quarta edição, conta com o patrocínio da CEMIG/Governo de Minas e da Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura/Governo Federal, via Lei de Incentivo à Cultura e Fundo Nacional de Cultura. Além disso, conta com a parceria de instituições locais (UFU/Luminoso Cinema Livre – Uberlândia, Cineclube Luz da Lua/CEFET – Campus Araçuaí, UNIMONTES, FAOP, Prefeitura Municipal de Contagem, UNIVÁS, ICETAS/CDLTO/Estação Doce Maria/Conservatório de Música de TO/ Associação Histórico Cultural Mucury, Irmandade dos Atores da Pândega, Benedita Cineclube).

Em Cambuquira, o forumdoc.mg acontece de 30 de junho a 02 de julho de 2011, no Espaço Cultural Sinhá Prado que fica à Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Centro. A curadoria realizada por Milene Migliano é composta por filmes que participaram das Mostras Competitivas nacional e internacional do forumdoc.bh.2010.  Milene Migliano é Mestre pelo Programa de Pós Graduação em Comunicação e Sociabilidade Contemporânea da Universidade Federal de Minas Gerais. Atua como produtora e pesquisadora no setor audiovisual, tendo desenvolvido pesquisas sobre culturas urbanas, atuando junto aos Pontos de Cultura e Programa Cultura Viva do governo federal.  É membro da Associação Filmes de Quintal, onde atua como professora das oficinas de produção audiovisual do Ponto de Cultura e na realização do forumdoc.bh, desde 2003. Atuou, em 2010, como assistente de coordenação de projetos no Vídeo nas Aldeias e no desenvolvimento de metodologias de percepção dos espaços urbanos e letramento digital no Pontão de Cultura da UFMG, de 2004 a 2009.

Sobre o forumdoc.bh

O forumdoc.bh é um festival de cinema e vídeo dedicado ao documentário e a filmes que não têm espaço no circuito de exibição comercial. O evento acontece em Belo Horizonte desde 1997, com quatorze edições consecutivas. Em sua programação, o forumdoc.bh apresenta um panorama de produções audiovisuais diversificado, disponibilizando ao público filmes de vários países, produções contemporâneas e filmes clássicos. Realiza, ainda, as mostras competitivas nacional e internacional com o objetivo de mapear, difundir e premiar a produção documentária recente.

Promovendo mesas redondas, sessões fílmicas comentadas, oficinas, lançamentos de publicações como catálogos, revistas, livros e cd-roms especializados, o forumdoc.bh tem possibilitado o intercâmbio de experiências, visando o fomento à pesquisa, experimentação e qualificação da produção.

Todas as atividades que compõem a programação têm caráter público e gratuito, o que garante o acesso e divulgação de bens culturais.

Realização Associação Filmes de Quintal

Participação em Cambuquira Benedita Cineclube e MOSCA – Mostra Audioviual de Cambuquira

FORUMDOC.MG – 3ª Mostra Itinerante do Filme Documentário e Etnográfico

junho 21, 2010

No próximo fim de semana, Cambuquira recebe o FORUMDOC.MG no Benedita Cineclube!

Sábado e domingo, 26 e 27 de junho, às 16h e 19h. Seguem mais detalhes sobre o festival e a programação em Cambuquira.

Em sua terceira edição, o festival leva parte de sua programação a sete cidades

O forumdoc.mg mostra itinerante do filme documentário e etnográfico – tem como objetivo ampliar e democratizar o acesso a uma programação de cinema diferenciada no estado de Minas Gerais, através da exibição de filmes já exibidos no forumdoc.bh (festival de cinema que acontece anualmente em Belo Horizonte desde 1997) e/ou que fazem parte do acervo da Associação Filmes de Quintal, associação sem fins lucrativos responsável pela realização do projeto.

Sua programação se estende entre os meses de maio e junho de 2010, em sete cidades: Araçuaí, Cambuquira, Contagem, Lagoa Santa, Montes Claros, Pouso Alegre e Uberlândia. Abordando temáticas diversas, os filmes selecionados abordam questões políticas e sociais, ao versar sobre comunidades tradicionais e urbanas, na tentativa de construir junto ao público um amplo diálogo sobre as potências do audiovisual.

O evento, que se encontra em sua terceira edição, conta com o patrocínio da CEMIG/Governo de Minas e da Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura/Governo Federal, via Lei de Incentivo à Cultura e Fundo Nacional de Cultura. Além disso, conta com a parceria de instituições locais (Irmandade dos Atores da Pândega, Associação Cultural Eu Sou Angoleiro, Cineclube Luz da Lua, MUnA/UFU, UNIMONTES, UNIVÁS, Benedita Cineclube e Cineclube FUNEC).

PROGRAMAÇÃO forumdoc.mg – Cambuquira

26 de Junho, Sábado

16h- BATATINHA, POETA DO SAMBA

Brasil / 2008 / cor / 62′  –  Direção: Marcelo Rabelo

Um dos mais importantes sambistas do Brasil, o baiano Oscar da Penha, o Batatinha (1924 -1997), é visto aqui sob a perspectiva de seus nove filhos. São eles que vão atrás das memórias do pai, investigam a sua vida, história e obra e se encontram com familiares, amigos e músicos. Seus filhos, ao reunir os fragmentos que revelam a história do pai, acabam conhecendo mais sobre ele, estabelecendo também elos fraternais importantes entre a própria família.

19h – HEREMAKONO

Mali, França, Mauritânia | 2002 | cor | 95´  –  Direção: Abderrahmane Sissako

Numa cidadezinha na costa da Mauritânia, garoto e sua mãe aguardam a chance para ir para a Europa. Neste lugar de espera, onde se fala outra língua, o menino tenta decifrar o mundo e as personagens que o rodeiam.

27 de junho, Domingo

16h – A ARQUITETURA DO CORPO / CONFESSIONÁRIO / CAÇANDO CAPIVARA

A Arquitetura do Corpo

Brasil | 2008 | cor | 21′
Direção: Marcos Pimentel


Os bailarinos e suas formas. Suas dores. Seus sonhos…

Caçando Capivara

Brasil | 2009 | cor | 57′

Direção: Derli Maxakali, Marilton Maxakali, Juninha Maxakali, Janaina Maxakali, Fernando Maxakali, Joanina Maxakali, Zé Carlos Maxakali, Bernardo Maxakali, João Duro Maxakali

Caçadores Maxakali saem com seus cães e espíritos aliados em busca da capivara.  Cantos, olhares e eventos. Intensidades que se agitam sob um plano de aparente silêncio.

Confessionário

Brasil, Itália | 2009 | cor | 15′

Direção: Leonardo Sette
O missionário católico Silvano Sabatini relembra sua chegada à área indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, nos anos 50.

19h – CORUMBIARA

Brasil | 2009 | cor | 117′

Direção: Vincent Carelli

Em 1985, o indigenista Marcelo Santos denuncia um massacre de índios na Gleba Corumbiara (RO) e Vincent Carelli filma o que resta das evidências. Bárbaro demais, o caso passa por fantasia, e cai no esquecimento. Ninguém foi responsabilizado pelas torturas que aquelas pessoas sofreram. Corumbiara é um esforço para provar o extermínio dos índios e tentar contato com os remanescentes.

Sobre a Associação Filmes de Quintal

A Associação Filmes de Quintal é uma entidade sem fins lucrativos e tem suas ações voltadas à promoção cultural através de atividades de divulgação, pesquisa, reflexão, fomento e produção em audiovisual. Com sede em Belo Horizonte, a Filmes de Quintal possui ampla experiência na produção de mostras cinematográficas e na realização de oficinas de audiovisual.

Criada em 1999, a Associação Filmes de Quintal foi fruto da reunião de pesquisadores, professores e estudantes dos cursos de Comunicação Social, Filosofia e Antropologia, entre outras áreas, para oficializar a criação do Festival do Filme Documentário e Etnográfico – forumdoc.bh – que já acontecia desde 1997, graças ao esforço pessoal dos fundadores da Associação.

Sobre o forumdoc.bh

O forumdoc.bh é um festival de cinema e vídeo dedicado ao documentário e a filmes que não têm espaço no circuito de exibição comercial. O evento acontece em Belo Horizonte desde 1997, com treze edições consecutivas. Em sua programação, o forumdoc.bh apresenta um panorama de produções audiovisuais diversificado, disponibilizando ao público filmes de vários países, produções contemporâneas e filmes clássicos. Realiza, ainda, as mostras competitivas nacional e internacional com o objetivo de mapear, difundir e premiar a produção documentária recente.

Promovendo mesas redondas, sessões fílmicas comentadas, oficinas, lançamentos de publicações como catálogos, revistas, livros e cd-roms especializados, o forumdoc.bh tem possibilitado o intercâmbio de experiências, visando o fomento à pesquisa, experimentação e qualificação da produção.

Todas as atividades que compõem a programação têm caráter público e gratuito, o que garante o acesso e divulgação de bens culturais.

Entrada Franca

Local: Espaço Cultural Sinhá Prado – Av. Virgílio de Melo Franco, nº 481, Cambuquira – MG

Realização: Associação Filmes de Quintal

Participação: Benedita Cineclube e Associação Comunitária Educacional e Cultural Sinhá Prado Guimarães

Patrocínio:

CEMIG – Governo do Estado de Minas Gerais

Secretaria do Audiovisual

Fundo Nacional de Cultura

Ministério da Cultura

Contato:

Associação Filmes de Quintal / (31) 3889-1997

www.filmesdequintal.org.br / filmes@filmesdequintal.org.br