9 a 12/8 – Festival Internacional de Curtas de BH [em Cambuquira]

Na próxima semana o Benedita Cineclube e a MOSCA recebem mais uma vez a itinerância do  Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte. Enquanto BH se prepara para a 14ª edição do evento, as itinerâncias do 13. festival percorrem o interior do estado.

Serão exibidos filmes de curta-metragem para todas as idades, brasileiros e internacionais, numa programação que conta com horários especiais para as escolas.

As escolas podem agendar as sessões de seu interesse pelo email: espacoculturalsinhaprado@gmail.com

9 de agosto – quinta-feira

10h30 – INFANTIL – livre – 57`

Naiá e a Lua (dir. Leandro Tadashi, Brasil/SP, 2010, 13’)

Goma é um garoto que ajuda Tio a vender CDs piratas na Feira do Paraguai, em Brasília. Enquanto Tio busca iluminação espiritual, Goma se envolve com a máfia japonesa que controla a Feira.

Marie (dir. Jutta Schünemann, Alemanha, 2011, 11’)

Era uma vez uma menina chamada Marie que vivia em uma pequena vila. Este filme volta-se para o passado. Aconteceu quando ela nasceu com um buraco em seu coração. A família de Marie toma conta dela muito bem. No seu aniversário de três anos ela ganha um presente muito especial: uma sombrinha para crianças, pequenina e vermelha, para Marie. Agora ela poderá sair na chuva? E que tal visitar o ganso que fica na vila, que ela viu antes com sua irmã? Ela vai tentar fazer isso no próximo dia de chuva…

O filho do vizinho (dir. Alex Vidigal, Brasil/DF, 2010, 7`)

Pela janela do seu quarto, Ronaldinho olha maravilhado as aventuras e peripécias de um garoto que é chamado de várias formas pela vizinhança, que fica enlouquecida com ele. Dos muitos nomes, Ronaldinho o chama de O Filho do Vizinho.

 Kapitan Hu/ Captain Hu(dir. Basil Vogt, Suíça, 2011, 9`)

 Depois de uma tempestade violenta o capitão Hu fica preso com seu navio nos Alpes. Um fazendeiro ajuda e cria novos usos para o equipamento do fundo do mar. No entanto, o capitão Hu desenha a linha até eles.

 Kuka Kehtaa?/ Who Dares? (dir. Sanni Lahtinen, Finlândia, 2010, 4`)

As pessoas da cidade se encontram para honrar seu líder, mas um assobio sem vergonha atrapalha a devoção.

A Mula Teimosa e o Controle Remoto (dir. Helio Villela, Brasil/SP, 2010, 15’)

A estória de uma amizade num duelo sem palavras.

15h00 – INFANTIL – livre – 57`

(reprise)

19h30 – MOSTRA BRASIL II – 63`

Uma primavera (dir. Gabriela Amaral Almeida, Brasil/SP, 2010, 15’)

No aniversário de 13 anos de Lara, sua mãe a leva para um piquenique no parque. Tudo vai bem até a menina desaparecer, deixando a mãe no mais completo desespero.

Irene (dir. Victor Nascimento e Patricia Galucci, Brasil/SP, 2011, 15’)

Irene é uma senhora que vive reclusa numa casa de campo. Quando sua neta decide aparecer inesperadamente para uma visita junto com sua amiga, a reclusão de Irene é perturbada e ela começa a reviver sentimentos que pareciam estar esquecidos.

Sala de Milagres (dir. Marília Hughes e Cláudio Marques, Brasil/BA, 2011, 13`)

Um dia e uma noite na romaria de Bom Jesus da Lapa.

Furico e Fiofó (dir. Fernando Miller, Brasil/SP, 2011, 8’)

Molecagens. 

Media Training (dir. Eloar Guazzelli e Rodrigo Silveira, Brasil/SP, 2011, 12`)

Um aspirador de pó, grande lançamento mundial de uma multinacional, é usado em uma sessão de tortura em Abu Grahib e a foto do torturado cai na internet. A diretora de comunicação deve, no dia de Natal, reverter a situação.

10 de agosto – sexta-feira

10h30 – JUVENTUDE II – 14 anos – 69`

Hidegzuhan/ Cold Shower (dir. Orsi Nagypal, Hungria, 2010, 14`)

Durante uma noite quente de verão, Robert, um ingênuo rapaz de 17 anos e Feri, cigano, membro do grupo de teatro do ensino médio, são forçados a lidar com preconceitos que existem há mais tempo que eles mesmos.

César! (dir. Gustavo Suzuki, Brasil/SP, 2011, 15`)

Cegonha, um garoto nerd, elabora um mirabolante plano de vingança contra César, o colega playboy que o maltrata. Junto com seus amigos, ele parte para uma empreitada de vandalismo fadada ao fracasso.

Hitomi (dir. Manu De Smet, Bélgica, 2010, 20`)

Tom é um jovem homem que tem uma forte conexão com a cultura japonesa. Samurai, Jiu Jitsu, caligrafia; nem um dia passa sem isso. Quando uma jovem mulher asiática entra em sua vida ele vê esse conhecimento como a perfeita atração.

Ratão (dir. Santiago Dellape, Brasil/DF, 2010, 20’)

Goma é um garoto que ajuda Tio a vender CDs piratas na Feira do Paraguai, em Brasília. Enquanto Tio busca iluminação espiritual, Goma se envolve com a máfia japonesa que controla a Feira.

  

15h00 – JUVENTUDE I – 12 anos – 65`

Sturmfrei/ Free Rein (dir. Sarah Winkenstette, Alemanha, 2010, 10`)

Anna e Tim se conhecem desde quando os dois conseguem se lembrar e já algum tempo já deixaram para trás o tempo que brincavam na areia, onde os dois se conheceram. Anna está na casa de Tim quase todo sábado a tarde, mas hoje é um dia diferente.

La Fille & le Chasseur/ The Girl & the Hunter (dir. Jadwiga  Kowalska, Suíça, 2010, 5`)

Está chovendo. Uma pequena vila está com grandes problemas. As gotas de chuva na verdade são as lágrimas de uma jovem menina. E é da responsabilidade do caçador colocar as coisas em ordem…

Ik Bem Eeen Meijsje/ I am a Girl! (dir. Susan Koenen, Holanda, 2010, 15’)

Toda garota de treze anos sonha com aquele garoto bacana, mas difícil de se conseguir. E Joppe não é diferente, perguntando a sua amiga como chamar Brian para sair com ela. Mas como contar a Brian que ela nasceu um menino?

Julie, Agosto, Setembro (dir. Jarleo Barbosa, Brasil/DF, 2011, 8`)

Julie é uma suíça que acaba de chegar a Goiânia. Com seus relacionamentos ela tenta entender a cidade, até por fim se transformar num pedaço de Goiânia.

Eu Não Quero Voltar Sozinho (dir. Daniel Ribeiro, Brasil/SP, 2010, 17’)

A vida de Leonardo, um adolescente cego, muda completamente com a chegada de um novo aluno em sua escola. Ao mesmo tempo, ele tem que lidar com os ciúmes da amiga Giovana e entender os sentimentos despertados pelo novo amigo.

Imagine uma Menina com Cabelos de Brasil  (dir. Alexandre Bersot, Brasil/SP, 2010, 10’)

O cabelo, a fronteira final. Entre caretas e escovas, as viagens de uma menina em busca de aceitação.

19h30 – MOSTRA INTERNACIONAL I – PREMIADOS – 85`

Die Frau des Fotografen/ The Photographer’s Wife (dir. Philip Widmann, Karsten Krause, Alemanha, 2011, 29`)

Gerti Gerbert foi fotografada por seu marido Eugen durante um período que abrange mais de 40 anos. Além das fotografias obrigatórias de família, a partir de seu dia do casamento até sua morte, Eugen tirou fotos inúmeras de Gerti: em sua calcinha, com vestidos caseiros de verão, ou completamente nua, na praia, na mata, no carro ou no chão da casa. Usando a coleção de fotos de Gerbert, entrevistas com Gerti e notas de Eugen, o filme olha para o que resta da vida e do amor ao fim.

Parmi Nous/ Among Us (dir. Clément Cogitore, França, 2011, 30`)

Amin, um jovem imigrante curdo ilegal, acaba de entrar para um grupo de ilegais acampando na floresta. Toda noite há uma oportunidade para tentar infiltrar-se nos estaleiros e se esconder debaixo de um caminhão clandestino. Ao longo de seus esforços, Amin descobre que entre a floresta e os homens que viajam através dele há outros grupos, outros rostos, outros espaços.

Les Navets Blancs Empechent de Dormir/ White Turnips Make It Hard to Sleep (dir. Rachel Lang, França, 2011, 26`)

1. Encontrar uma explicação reconfortante para um ataque de insônia: a ingestão de nabos brancos

2. Observar os mecanismos das paixões.

3. Escapar de idéias inadequadas

11 de agosto – sábado

17h00 – MOSTRA BRASIL I – PREMIADOS – 59`

A felicidade dos peixes (dir. Arthur Lins, Brasil/PB, 2011, 25’)

O mar seria imenso para nós dois, mas neste aquário não te cabe, querida.

Praça Walt Disney (dir. Sergio Oliveira e Renata Pinheiro, Brasil/PE, 2011, 21’)

Boa Viagem, Recife PE, 51111-260, Brasil.

Canoa quebrada (dir. Guilherme Martins, Brasil/SP, 2010, 13’)

Entre o apertado quarto de hotel e a igreja evangélica, uma visita surpresa feita a um parente desconhecido: o próprio pai.

19h30 – MOSTRA INTERNACIONAL III – 76`

Recardo muntean poimitaan (dir. Stam  Zambeaux, Bélgica, 2010, 25`)

Recardo, uma garoto cigano de sete anos de idade, vive em Bruxelas. Ele é um elo de ligação entre a cultura cigana e a belga.

Transparent Black (dir. Roni Geffen, Israel, 2010, 21`)

Kokou, de Togo, é um servente sonhando em se tornar um gerente de futebol em Israel. Philo quer se tornar uma mulher de negócios como se ela estivesse no Congo. Ambos vieram para aprender hebraico em uma classe de refugiados africanos, mas receberam uma grande lição em “israelidade” do professor local.

Everybody’s Nuts (dir. Fabian Euresti, EUA, 2010,  14`)

De quanta liberdade alguém desiste, quando se decide viver com base em onde se trabalha? Este filme é um exame pessoal de como a paisagem afeta a vida de dois trabalhadores agrícolas imigrantes na Califórnia.

Diane Wellington (dir. Arnaud Des Palliéres, França, 2010, 16`)

Diane Wellington desapareceu em South Dakota, em 1938, com 15 de idade. Ela acabou de ser encontrada.

12 de agosto – domingo

17h00 – ANIMAÇÃO INTERNACIONAL – 58`

Daniel, une Vie en Bouteille/ Daniel, a Life in a Bottle(dir.Emmanuel Briand, Antoine Tardivier e Louis Tardivier,França, 2011, 13`)

Daniel está em coma. Ele refugiou-se em um sonho em que ele se dedica à sua paixão: os barcos bloqueados em garrafas. Mas logo as lembranças de sua esposa vêm perturbar a mecânica de seu sonho e interrogá-lo sobre seu próprio confinamento. Daniel vai acordar durante esta luta interna?

Piirongin Piiloissa/ Chest of Drawers (dir. Sanni Lahtinen, Finlândia, 2011, 7`)

O que há para uma cômoda fazer quando um pequeno convidado levado bagunça suas gavetas?

All Consuming Love: Man in a Cat (dir. Louis Hudson, Inglaterra, 2011, 9`)

Depois de se apaixonar por seu novo proprietário, um homem que vive dentro de um gato decide se apresentar. Mas eles estão sozinhos neste triângulo amoroso?

Feu Sacré/ On Fire (dir. Zoltan Horvath, Suíça, 2010, 9`)

On Fire é uma homenagem a um dos maiores atores de teatro e do cinema, Marlon Brando, um rebelde, um gênio, um homem que nunca soube o significado da palavra “compromisso” e influenciou profundamente a sua geração, atores, e tudo depois dele.

Crépuscule/ Crépuscule (dir. Éric Falardeau, Canadá, 2011, 20`)

Um grupo de criaturas parecidas com anjos vive em perfeita simbiose com o ambiente. Quando um homem e uma mulher entram em seu mundo chato e regulamentado, sua existência é abalada para sempre.

19h30 – MOSTRA INTERNACIONAL II – 71`

Wachstum/ Grouth (dir. Florian Heinzen-Ziob, Alemanha, 2011, 23`)

No jardim de meus avós havia uma cerejeira, que crescia um pouco mais a cada ano. Eu também ainda estava crescendo naquela época, assim como a população mundial e o produto interno bruto. Tive a sensação de que eu iria continuar crescendo sempre. Até que quando algo dentro da minha avó começou a crescer também, eu comecei a ter dúvidas. Um documentário autobiográfico sobre a utopia do crescimento ilimitado.

Nena/ Girl (dir. Maria Florencia Alvarez, Argentina, 2010, 15`)

Nena tem 13 anos de idade. De um dia para o outro, ela cresceu e seu corpo tornou-se desajeitado. Debaixo de suas roupas estão sinais de uma menina que em breve se tornará uma mulher, mas fora de suas roupas, não há nada. Nena passa as tardes no parque, sob o olhar dos outros que sempre vê-la sozinha. Sua casa é pequena, mas o parque é dela.

Audition (dir. Eti Tsicko, Israel, 2010, 15`)

A diretora do sexo feminino (interpretada pela própria diretora) quer filmar um filme de um encontro entre uma mulher judia e um homem árabe. Ela chama um ator árabe para uma audição. Quais são os limites de uma audição? Onde é que a “realidade” começa, e o “filme” acaba? Onde é que as barreiras entre a ficção e a própria vida se cruzam? E a diferença que existe entre um personagem e uma identidade

 * Este filme foi produzido pela Universidade de Tel Aviv e foi feito como parte do projeto: “Café – entre realidade e imaginação” – uma colaboração cinematográfica entre jovens cineastas israelenses e palestinos.

Opale Plage (dir. Marie-Eve de Grave, Bélgica, 2010, 18`)

Uma mãe e suas duas filhas vagueiam ao longo da costa norte em busca da praia onde a mais velha delas deixou suas melhores recordações.

***

Serviço:
ITINERÂNCIA 13º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURTAS DE BH em CAMBUQUIRA
9 a 12 de agosto
Entrada Franca
Local: Benedita Cineclube – Espaço Cultural Sinhá Prado: Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Cambuquira-MG
http://www.festcurtasbh.com.br/
Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: