SONORIDADES INOVADORAS: Hermeto e Tom Zé

O ciclo de programas sobre música brasileira no Benedita Cineclube tem sua segunda sessão na próxima quinta, 27/1 às 19h com os mestres Hermeto Paschoal e Tom Zé.

Programa histórico-musical que reúne documentários sobre dois músicos que nasceram em 1936 e que têm em comum a integração de sonoridades de objetos não-convencionais em suas criações. No Rio de Janeiro, o alagoano Hermeto Paschoal em seu processo de criação cuidadosamente registrado no início dos anos 1980 pelo veterano documentarista Thomaz Farkas. Em São Paulo, na virada do século, em documento bastante rigoroso – mais do que urgente – da jovem diretora Carla Gallo, o baiano Tom Zé expõe suas idéias, obsessões, fraquezas e grandezas. (Fonte: Programadora Brasil)

A sessão começa com Hermeto campeão, de Thomaz Farkas SP, 1981, Documentário, Colorido, 35 min.

Hermeto Pascoal é incontestavelmente um dos maiores músicos brasileiros. O filme evoca a inspiração, a maneira de compor e os pontos de vista de Hermeto Pascoal sobre a fama, o dinheiro e o trabalho. Hermeto Pascoal toca com os sapos e compõe com as abelhas. Os componentes do conjunto fazem um pequeno depoimento sobre o que é trabalhar com Hermeto Pascoal.

Ficha Técnica

Direção: Thomaz Farkas
Roteiro: Thomaz Farkas
Produção Executiva: Thomaz Farkas
Direção Fotografia: Pedro Farkas
Fotografia de Cena: Não
Montagem/Edição: Junior Carone
Técnico de Som Direto: David Pennington
Sound Designer: Junior Carone

Tom Zé, ou quem irá colocar uma dinamite na cabeça do século? de Carla Gallo SP, 2000, Documentário, Colorido, 48 min.

Retrato estético do cantor e compositor Tom Zé

Ficha Técnica

Direção: Carla Gallo
Elenco: Depoimentos: Tom Zé, Hans-Joachim Koellreutter
Produção Executiva: Carla Gallo
Direção de Produção: Carla Gallo – Produção: Celso Camargo, Priscilla Migliano, Carla Gallo
Direção Fotografia: Jay Yamashita
Operador de Câmera: Jay Yamashita, Luiz Duva, Sergio Zeigler, André Finotti, André Francioli, Christian Shagaard
Montagem/Edição: Tatiana Lohmann
Direção de Arte: Eduardo Climachauska
Técnico de Som Direto: Gabriela Cunha e Bruno Carneiro

Crítica

Dois inventores, por Cléber Eduardo*

Em um dado momento de Hermeto Campeão (1981), de Thomas Farkas, a tela escurece por muitos segundos. Ficamos a ouvir o coral dos sapos e as intervenções sonoras de Hermeto Paschoal. Em um dado momento de Tom Zé ou Quem irá Colocar uma Dinamite na Cabeça do Século? (2000), de Carla Gallo, a tela escurece, com pequenas aparições de linhas gráficas brancas de tempos em tempos, depois das quais voltamos à escuridão. Ficamos a ouvir “Toc”, do álbum Estudando o Samba, do começo dos anos 1970, também sem uma imagem a nos conduzir.

Nesses dois médias-metragens realizados com quase 20 anos de diferença, resultados da decisão de seus diretores de apontar a câmera e o microfone para inventores inquietos da música brasileira (Hermeto Paschoal e Tom Zé), é notável a proximidade entre os procedimentos nesses momentos mencionados. Em ambos, a imagem se retira e deixa o som ficar a sós. Farkas e Carla procuram integrar-se com a linguagem e com a lógica sonoro-musical de seus “personagens” em vez de imporem a eles uma estética planejada a priori.

Hermeto o Campeão é Hermeto Paschoal em ação. Ou seja, ensaiando, gravando, tocando, experimentando sons, ruminando frases. O som de sua voz nunca está em sua boca. Enquanto instrui instrumentistas ou reflete sobre dinheiro e arte, vemos outras imagens, sejam fotos de conhecidos, sejam imagens de sua casa, família, ensaios. O ensaio é a situação mais recorrente. São os momentos em que a câmera detém-se na experiência, circula em torno do músico, procura detectar o instante da criação.

Essa atenção para o que a câmera está olhando, para especialmente o músico em sua invenção, é reivindicada pela experimentação musical. Hermeto é um agente da surpresa e da aventura criativa. Onde deverá estar a câmera em um momento de invenção musical? Essa dúvida é incorporada pela própria operação da câmera, que, eventualmente, não parece saber para onde se dirigir e com qual mobilidade se locomover. Uma câmera em sincera dúvida sobre a melhor maneira de captar Hermeto.
Se Hermeto é menos carisma verbal e mais uma imagem em cena, Tom Zé ou Quem irá Colocar uma Dinamite na Cabeça do Século? lida com o contrário. Tom Zé é falante, tem uma performance oral e corporal, além de, ao contrário de Hermeto, possuir capacidade de auto-análise. Esse show da fala de Tom Zé, com virtuosismos de fabulador ao narrar as histórias de sua infância, revela um núcleo “olho no olho”, com trechos captados no estúdio pautando a dinâmica visual (entrevistas, improvisos musicais, performances). A mobilidade desse núcleo “interno e interativo”, centrado nas retórica e no carisma de Tom Zé, é perseguida pelas mudanças de ângulo e de distância da câmera.

Se Hermeto é a invenção pela qual a câmera está à espera, não sem ansiedade, porque aguarda o futuro imediato daquele momento (o estar por vir), Tom Zé carrega em sua ansiedade todo o rastro de um passado, com o qual está sempre a acertar contas. Procura-se uma perspectiva retroativa, de quem viveu um processo e tenta tirar alguma lição daquilo, com passado e presente conectados por imagens de arquivo, por sua vez em diálogo com imagens contemporâneas. Hermeto é mostrado por Farkas. Tom Zé é codificado, decodificado e ritualizado por Carla Gallo.

serviço: O Benedita Cineclube acontece no Espaço Cultural Sinhá Prado – Av. Virgílio de Melo Franco, 481 – Cambuquira-MG. SONORIDADES INOVADORAS: Hermeto e Tom Zé – qui 27/01, 19h

Classificação Livre

Duração: 78 min

Entrada gratuita!

Anúncios

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: